Como tratar Espinhas

Acne

Acne – Foto por Jojit Dela Pena

As espinhas (acne) são queixas muito frequentes no consultório, as causas são diversas, mas principalmente hormonal (então adolescência é sim a pior fase), genética (pais com acne => filhos com mais chance de acne), medicações, alimentação (em menor grau, e comprovadamente alimentos ricos em açúcar e derivados de leite), dentre outras.

Mas se é tão comum e passageiro, na maioria dos casos, deixa quieto que vai melhorar sozinho???

De jeito nenhum!!! Primeiro que esteticamente não é legal, uma ou duas espinhas e alguns cravinhos no nariz, em um adolescente tomam proporções enoooormes, e podem gerar transtornos psicológicos!! Mas o principal motivo de combater as espinhas é porque aquela inflamação ali, ou cravinhos muito grandes podem gerar uma cicatriz (ou muitaaaas cicatrizes) e ai sim, a dificuldade de melhorar é muito grande.

Existem diversos tratamentos para cicatriz (acne ou qualquer origem) mas são ainda bem caros, devem ser associados e melhoram em torno de 50% no máximo (falarei sobre em outro post).

acne formacao

Cada espinha e cada pessoa, em cada época da vida ou do ano, tem condutas específicas, e deve ter seu tratamento personalizado. Vou explicar algumas possibilidades, mas é imprescindível a consulta com dermatologista.

Tratamentos tópicos: gel, pomada, cremes, loções e sabonetes.

Geralmente quem nunca fez nada, começa seu tratamento com algo de passar no rosto, e existem muitas opções.

“Mas funciona mesmo? Já fiz e não adiantou nada”

A resposta é: Sim, mas depende de você!!! E tem épocas que o tratamento não vai segurar, e pode ter uma piora, mas ele vai prevenir cada vez mais os surtos.
A adesão ao tratamento, a rotina e mudança de hábitos é essencial! Remédio na gaveta não melhora ninguém! Convencer um adolescente a usar vários produtos todo dia, não é fácil! Muitas vezes, é preferível começar só com um sabonete adequado, e aos poucos, e dependendo da gravidade, ir adicionando produtos.

Sabonetes para pele oleosa são essenciais, não dá para usar o sabonete que está  na pia, para o rosto , ela merece atenção especial! Agentes como enxofre, ácido salicílico, ácido glicólico estão presentes nas formulações e ajudam a tirar a oleosidade.  O ideal é lavar 2 vezes ao dia: ao acordar e preparar a pele pro filtro, e a noite, para tirar também a sujeira que deposita na pele como poeiras, que além de obstruírem a pele e gerarem acne, também ajudam a envelhecer mais.  Lavar muito mais que isso pode gerar o rebote, e o corpo produzir ainda mais oleosidade.
Sabonete pode ser em barra, líquido ou espuma. Dentre uma mesma marca/fórmula a barra é mais forte, depois líquido depois espuma. Quando a gente chama de forte, não é sinônimo de melhor!! Isso depende da sua pele e do tratamento conjunto para escolher o ideal naquele momento.
Ácido / gel da noite: A palavra ácido apavora as pessoas, mas calma! Tem que ter cuidado, mas sem exagero! A maioria dos produtos para espinhas vão funcionar no processo de queratinização, isto é, formação da pele, então, eles diminuem a camada córnea, que é composta de células mortas, que protegem de alguma forma a pele abaixo/nova.  Portanto, moderações com sol são necessárias. Mas existem ácidos fortes, fracos, que desativam com Sol  e uns que podem ser usados até pela manhã.
“Eu tenho alergia a eles, fiquei com rosto muito irritado”
No início de qualquer tratamento a pele pode levar um “susto”, e ficar vermelha e irritada, isso dura em média 2 semanas. Persevere!!! Vai valer a pena!! E pode começar usando menos dias,  menos tempo (não dormir com ele, deixar algum tempo, vai absorver e pode retirar), até ir adaptando.

DICAS para quase todas as pessoas:
1) Não passe produtos perto dos olhos (a pele nessa região é ainda mais sensível);
2) Passe com rosto seco; se acabou de lavar, espere um pouco!
3) A camada do produto é finiiiiinha, não é a quantidade, e sim a rotina que fará sua pele melhorar.

Nem sempre o primeiro tratamento pode dar resultado, então sua Dermatologista vai ter um plano B, C, D…..Z….e junto com você, vai adequando o que for melhor. Mas se depois de tudo, se fez tudo certinho, tudo bonitinho, ainda está com muita espinha/acne, tem salvação???
Existem alguns antibióticos que seguram aquela acne muito vermelha, inflamada, com muito pus, e recorremos a eles em algumas épocas, mas eles não curam acne, só tiram do sufoco!

Há, mais ou menos, 30 anos temos uma luz no fim do túnel para a acne REFRATÁRIA: a isotretinoína oral, o famoso Roacutan (vou citar a marca comercial, porque é a mais antiga, a que tem mais estudos científicos e mais conhecida, mas tem boas opções no mercado da isotretinoína oral), mas esse assunto vai ficar para outro post.

 

Autor: Dra. Violeta Tortelly

Formação Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)***** Residência em Dermatologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)*****Mestranda na Universidade do Estado do Rio de Janeiro(UERJ)*****Professora no ambulatório de Alopecias na pós graduação de dermatologia do Hospital Naval Marcilio Dias*****Membro da equipe de parecer de dermatologia nos Hospitais Niterói D`or, Hospital Icaraí e Complexo Hospitalar de Niterói*****Preceptora/professora de Dermatologia no ambulatório do Hospital Universitário Pedro Ernesto de 2014-2016*****Fellow em Barcelona no Hospital Sant Creu e Sant Pau- 2013*****Membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Dermatologia Fluminense(SBD FL) gestão 2015-2016*****Título de especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e AMB***** Título de especialista em Hanseníase pela Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH) e AMB***** http://lattes.cnpq.br/6342177221536986