Suor demais: como controlar?

O suor excessivo (hiperidrose) pode ocorrer de forma difusa, mas ocorre mais comumente localizada. As áreas principais são axilas, cabeça, buço, testa, mãos e pés. Não costuma ter nenhuma doença por trás disso, uma boa anamnese e exame físico costumam ser suficientes para excluir outras causas, mas se necessário alguns exames são solicitados pelo médico. A causa do suor excessivo parece ser pelo estímulo do nervo que controla essa glândulas (nervos colinérgicos), por isso a queixa/sudorese piora em momentos de estresse, medo ou ansiedade.

Esse problema incomoda muito o bem estar diário dos pacientes. Existem escalas para se medir, porém o mais importante é levar em conta o quanto o suor incomoda determinada pessoa, mediante as relações profissionais ou pessoais.

pizza dos famoso

sudorese axilar

TRATAMENTO

Existem hoje alguns tratamentos para isso, e vai depender da intensidade do suor e sua localização. Os tratamentos tópicos seguram casos leves, e são utilizados como adjuvantes ao tratamento mais intenso.

Tópico/ local

A maioria dos tópicos são à base de sais de alumínio e seus derivados. O problema que em excesso ele causa certa irritação, dificilmente conseguimos ultrapassar 20%. Deve ser usada a noite, quando as glândulas estão “repousadas” , em pequenas quantidades, e lavados pela manhã.

O mecanismo de ação provável seria um bloqueia da saída da glândula sudorípara (écrina) ou atrofia dessas células glandulares. Existem opções manipuladas e algumas prontas

Boa opção para pés, mãos e axilas.

Preço de 40 a 100 reais

Iontoforese

A iontoforese foi descoberta para tais fins em 1938, envolve a introdução de partículas ionizadas na pele através do uso de corrente elétrica em meio líquido (geralmente água pura), sendo então uma técnica não invasiva. O mecanismo exato de ação não é conhecido, mas acredita-se que estimule oclusão dos ductos glandulares secundário a hiperqueratinizaçao ou prejudique o gradiente eletroquímico da produção de suor. Para mãos e pés é uma opção viável, principalmente porque as cirurgias nesses locais não são feitas (exceto a simpatectomia, cada vez menos usada), e a toxina botulínica nessa localização sai caro e é dolorosa, ou então necessita de anestesia troncular (tipo de dentista, mas na mão ou pé e tira sensibilidade da palma/planta toda por algum tempo, oq não é nada confortável).

Ela é feita diariamente, durando até 30 minutos cada sessão, fazer diário por duas semanas, depois pode ser realizada semanalmente para manutenção. Pode ser feita em casa se utilizar só água no aparelho(foto abaixo), que costuma ser suficiente em casos leves a moderados (casos mais graves necessitam uso de anticolinérgicos também) . Pode provocar ressecamento da pele, descamação e fissuras no local tratado, que é amenizado pelo uso de hidratantes potentes.

Boa opção para pés e mãos.

Preço da máquina de 500 a 1000 reais

 

iontoforese para suor maos e pes

iontoforese para suor maos e pes

 

 Toxina botulínica

Toxina botulínica (dentre os diversos nomes comerciais, o Botox® é o mais conhecido). O mecanismo de ação é que essa toxina inibe a liberação de acetilcolina nas terminações nervosas autonômicas das glândulas écrinas.

Este tratamento, atualmente, é o mais utilizado por nós dermatologistas por ser seguro e com ótimos resultados. O inconveniente ainda é porque ele é temporário, dura até oito meses a um ano, mas o que percebemos, é que ao longo das aplicações, a resposta fica mais prolongada e maior, outro inconveniente ainda é o preço, mas na prática vemos que o paciente com essa queixa, principalmente axilar, perde as camisas mais rápido, limita suas roupas, e tem desconforto social tão grande, que pagam felizes pelo resultado bom que tem (e eu digo isso por causa própria!!!). Essa técnica tem sido utilizada em noivos e noivas que gastam horrores com o casamento e não querem ter aquela “famosa pizza” nas fotos desse momento tão importante. A técnica consiste em punturas com uma agulha muitoooo fina, com anestésico tópico e gelo, então a dor é mínimaNão há restrições na rotina do paciente após o procedimento. A ação da toxina geralmente começa a ser percebida de sete a dez dias depois.

Boa opção para pés, mãos e axilas, ou em áreas especificas que suam mais como cabeça buço ou testa.

Preço de 2000 a 3000 reais

Laser para hiperidrose

Essa técnica ainda é nova, e alguns protocolos que foram lançados, já até foram substituídos por outros, a maioria, até o momento, não tem bons resultados. O único que tem  comprovação cientifica é um “micro-ondas de glândulas sudoríparas“, ele aquece tanto as glândulas que ficam não funcionantes, e tem um resfriador para que não aconteça o mesmo na pele, o nome do aparelho é Miradry®, e só pode ser utilizado na axila. Cada sessão diminui em torno de 30%, então necessita de umas três sessões. Um pouco dolorido, mesmo usand0 anestésico tópico antes do procedimento.

Boa opção para axilas

Preço de 6000 a 10000 reais/sessao

 

Cirurgias para hiperidrose

 Simpatectomia

Era a única opção antigamente, principalmente quando o suor excessivo era nas axilas e mãos. Hoje quase não é usado, pelo principal (e irreversível) efeito adverso: Sudorese compensatória. Isso é, pó cirurgia há melhora do suor nessas localizações, mas vem suor onde não tinha, muito comum no dorso e nádegas. Em outras palavras, você troca o suor de um lugar que vc sabe, para outro que vc só vai saber pós operatório, geralmente 2 a 8 semanas depois. E ainda tem os riscos de cirurgias como pneumotórax, parestesia da parede torácica e Síndrome de Horner.

Boa opção para axilas e mãos

Preço muito variado

 

Cirurgias locais para hiperidrose axilar

 Ressecção da pele axilar com o tecido subcutâneo adjacente (método cirúrgico mais radical). Cada vez menos usados pelos riscos de infecção, necrose, má cicatrização ou contratura cicatricial, diminuindo a movimentação dos braços.
Remoção do tecido subcutâneo sem excisão/retirada da pele, somente incisão para acessar o tecido glandular subcutâneo, é menos invasivo que o anterior. Então abre-se um canal pequeno, o qual pode ser fazer uma espécie de “lipo” das glândulas, podendo ser guiada por fibra ótica, ou não. Ou então uma curetagem (“raspagem”) dessas glândulas é realizada. Como há abertura local, o risco de sangramento, aderência e infecção existem, mas em pouquíssimos casos porque a abertura pro meio externo é pequena, obviamente, em mãos experientes e confiáveis.

Boa opção para axilas

Preço muito variado, a partir de 5000 reais

obs: esses preços não são os meus, é uma média do que tenho visto.

Fontes principais:

Surgical an Cosmetic Dermatology, Axillary hyperhidrosis treatment update, Gabriel Teixeiro Gontijo1, Gustavo Vieira Gualberto1, Natália Augusta Brito Madureira1
Grunfeld A, Murray CA, Solish N. Botulinum Toxin for Hyperhidrosis A Review. Am J Clin Dermatol. 2009;10(2):87-102.
Livro Dermatologia Estética- Maria Paulina Villarejo Kede/ Oleg Sabatovich, 2 edição

 

Autor: Dra. Violeta Tortelly

Formação Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)*****
Residência em Dermatologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)*****Mestranda na Universidade do Estado do Rio de Janeiro(UERJ)*****Professora no ambulatório de Alopecias na pós graduação de dermatologia do Hospital Naval Marcilio Dias*****Membro da equipe de parecer de dermatologia nos Hospitais Niterói D`or, Hospital Icaraí e Complexo Hospitalar de Niterói*****Preceptora/professora de Dermatologia no ambulatório do Hospital Universitário Pedro Ernesto de 2014-2016*****Fellow em Barcelona no Hospital Sant Creu e Sant Pau- 2013*****Membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Dermatologia Fluminense(SBD FL) gestão 2015-2016*****Título de especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e AMB*****
Título de especialista em Hanseníase pela Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH) e AMB*****

http://lattes.cnpq.br/6342177221536986