Transplante de microbiota fecal: possível tratamento para alopecia

Esse mês foi publicado um artigo com dois casos de alopecia areata que tiveram uma repilação após transplante de microbiota fecal. Ambos os pacientes tiverm infecção pela bactéria Clostridium difficile, e uma das opções de tratamento é o transplante fecal da microbiota. Eles não só melhoraram da infecção como tiveram uma repilação parcial!   O que parece é que a microbiota intestinal pode ter efeitos imunomoduladores em condições auto-imunes.  Ainda precisa-se de muitos estudos, mas não deixa de ser mais uma possibilidade futura de tratamento de uma doença tão difícil de controlar que é a alopecia areata grave.

 

Rebello D, Wang E, Yen E, Lio PA, Kelly CR. Hair Growth in Two Alopecia Patients after Fecal Microbiota Transplant. ACG Case Reports Journal. 2017;4:e107. doi:10.14309/crj.2017.107.

Autor: Dra. Violeta Tortelly

Formação Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)***** Residência em Dermatologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)*****Mestranda na Universidade do Estado do Rio de Janeiro(UERJ)*****Professora no ambulatório de Alopecias na pós graduação de dermatologia do Hospital Naval Marcilio Dias*****Membro da equipe de parecer de dermatologia nos Hospitais Niterói D`or, Hospital Icaraí e Complexo Hospitalar de Niterói*****Preceptora/professora de Dermatologia no ambulatório do Hospital Universitário Pedro Ernesto de 2014-2016*****Fellow em Barcelona no Hospital Sant Creu e Sant Pau- 2013*****Membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Dermatologia Fluminense(SBD FL) gestão 2015-2016*****Título de especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e AMB***** Título de especialista em Hanseníase pela Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH) e AMB***** http://lattes.cnpq.br/6342177221536986